Ecosapiência

Reflexões contemporâneas

Sinais de primavera

with 2 comments

Ainda estamos longe da primavera. A primavera boreal, aqui no norte. Faltam cerca de 2 meses de inverno ainda. Entretanto, os dias têm ficado mais longos e o frio tem diminuido consideravelmente nas últimas semanas. O inverno boreal, aqui no topo da América do Norte, não é fácil. É frio, muito frio – alguns dias com temperaturas de quase -30c. Por sorte, não pegamos -40c este ano (ainda pode vir… será que ainda vem?). O fato é que o pior do inverno, estatisticamente, já passou. Mas estatística é como religião. Não devemos acreditar em tudo que ela diz. Desta forma vamos observando, ressabiados, toda essa transformação.

Vim aqui pra falar do final de semana que passou. Foi maravilhoso! Céu azul, temperatura quente (chegou a fazer 5c positivos!), neve derretendo, pássaros cantando… e uma coisa incrível: voltei a sentir o cheiro da cidade. Cheiro de folhas em decomposição, cheiro de terra, cheiro de vida. Eu não tinha percebido até então, mas durante as semanas gélidas que passaram, os cheiros das coisas tinham sumido. Não sei para onde tinham ido, ou se tinham se escondido, o que acontece é que eles somem. Não dá pra dizer o que é a sensação de um dia de sol depois de dias de neve, céu nublado e temperaturas abaixo de -20c. É um verdadeiro renascer de esperanças {risos}. Me senti muito próximo dos muitos “magpies” (Pica hudsonia) que voavam embriagados pelos raios de sol.

É uma delícia ver a neve derretendo, a vida se levantando sem pedir licença. Ver água em estado líquido! Como a quantidade de neve acumulada este ano tem sido record, tem muita neve nas ruas… o bom tempo dos últimos dias não derreteu nem 10% dela. Ainda tem muita neve por ai. Mas o pouco que derreteu já foi capaz de se transformar em poças de água misturadas com areia (usada para aumentar o atrito da neve para os carros) nas ruas. Uma meleca. Mas tudo bem, isso não é um problema. Essa semana esperamos temperaturas gélidas novamente, perto dos -20c. E as poças vão virar gelo novamente. É a democracia da vida.

Anúncios

Written by newtonulhoa

24 de janeiro de 2011 às 16:58

Publicado em Canada

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. O sol trouxe vida de novo a Edmonton e você conseguiu descrever isso muito bem. Lindo texto! bjos

    Clarissa Menicucci

    24 de janeiro de 2011 at 17:22

  2. Alma de poeta.Quanta sensibilidade neste texto.
    Badiinha

    Anônimo

    25 de janeiro de 2011 at 16:12


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: